Anjo Caído

01/01/2011 00:00

 

Todo o jeito do menino Lembrava o Pequeno Príncipe.

Cabelos loiros,

Encaracolados,

Olhos azuis,

Cara gordinha,

Casaco abaixo dos joelhos.

 

Mas não possuía espadinha,

E os pezinhos nus pisavam

A laje fria da rua.

Quem sabe um pequeno anjo,

Que, por descuido do Santo Porteiro,

Veio cair nestas bandas?

 

Quando me viu,

Veio correndo e sorrindo,

A mãozinha já estendida:

“Tem um troquinho aí, tio?!”.

 

Copyright © Escritor Alcione Sortica. Todos os direitos reservados.